sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A parte que me cabe neste latifúndio

Uma casa no meio de uma floresta linda, toda de vidro.


Um amor que une duas pessoas e que tem como resultado, no concreto, a construção dessa casa.


De vidro, com cheirinho de mato e de amor.






Antes: ouvir uma história dessas e achar um encanto, mas impossível, surreal, possível só no "mundo dos outros".
Agora: sentir como uma coisa possível, cheirosa, linda e real. Não tem mais abismo, não tem mais "mundo dos outros", tem sim o meu mundo crescendo tanto dentro de mim à ponto de caber no exato espaço desse mundo todo.

2 comentários:

  1. é por isso que o comentário mais recorrente que faço de ti é.. 'ela tá mudando muuuuito', rs

    ResponderExcluir